Tarso Genro diz que formará frente de esquerda no Rio

A intenção do novo grupo é reunir, no Rio de Janeiro, intelectuais e políticos de diferentes partidos para discutir os rumos da esquerda no Brasil, com foco nas próximas eleições.

746 0

A intenção do novo grupo é reunir, no Rio de Janeiro, intelectuais e políticos de diferentes partidos para discutir os rumos da esquerda no Brasil, com foco nas próximas eleições

Por Redação

Nesta semana, durante um debate sobre reforma política ao lado do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ), na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), o ex-governador do Rio Grande do Sul Tarso Genro anunciou que fará uma frente de esquerda no Rio, onde deve permanecer por um tempo. A intenção é reunir intelectuais e políticos de diferentes partidos para discutir os rumos da esquerda no Brasil.

Ministro da Educação e da Justiça no governo Lula, Genro defendeu a criação do grupo com vistas às eleições de 2016 e 2018. “O Rio tem forças políticas dentro dos partidos de esquerda com condições de promover uma nova unidade, uma nova frente política para revigorar o projeto de esquerda. Vejo lideranças de vários partidos capazes de fazer isso”, afirmou.

Durante o evento, ele também criticou as recentes medidas econômicas defendidas pelo governo federal. “Se nós [a esquerda] não respondermos, no plano nacional, de que forma vamos reorganizar o processo econômico do País […], dificilmente vamos ter condições de sair do tipo de ajuste que está sendo feito neste momento, que é o ajuste tradicional e que gera, inclusive a nós, do Partido dos Trabalhadores, pelo menos da parte do partido da qual eu participo, um constrangimento impossível de ser digerido”, destacou.

Foto de capa: Arquivo/ Rádio Caxias



No artigo

x