Após mais de 50 anos, Cuba e EUA vão reabrir embaixadas

Reaproximação diplomática entre os dois países é fundamental para tentativa de normalização de relações anunciada em dezembro passado

444 0

Reaproximação diplomática entre os dois países é fundamental para tentativa de normalização de relações anunciada em dezembro passado

Por Opera Mundi 

Após mais de 50 anos, Cuba e Estados Unidos vão abrir embaixadas nas respectivas capitais a partir de 20 de julho, anunciou o Ministério de Relações Exteriores de Cuba nesta quarta-feira (01/07).

De acordo com o site cubano Prensa Latina, a chancelaria do país recebeu nesta manhã uma carta assinada pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, sobre a reaproximação diplomática entre as duas nações. O documento será encaminhado ao mandatário cubano, Raúl Castro.

O responsável pela troca de informações foi Jeffrey DeLaurentis, chefe da Seção de Interesses dos EUA em Havana, que se apresentou ao Ministério das Relações Exteriores cubano nesta manhã, informou a Associated Press.

A reabertura de embaixadas é um dos passos fundamentais para a normalização das relações bilaterais, desde o histórico anúncio da reaproximação entre as duas nações, em 17 de dezembro de 2014.

As sedes diplomáticas dos dois países estavam fechadas desde 1961.

Em 29 de maio de 2015, os EUA retiraram oficialmente a ilha da lista de países patrocinadores do terrorismo, uma demanda de longa data do governo cubano. A manutenção no rol legitimava a imposição de sanções, como a proibição da venda e exportação de armas, e impedia que o país tivesse acesso aos recursos do Banco Mundial e de outros órgãos internacionais.

Obama falará sobre o assunto nesta tarde na Casa Branca. Por enquanto, não foi anunciado nenhum discurso de Castro ou de seu governo a respeito.

 

Foto: Ministerio de la Presidencia 

 



No artigo

x