Deputado diz ter sido ameaçado em votação da maioridade penal

Celso Maldaner (PMDB-SC) acusou o deputado Valdir Colattto (PMDB-SC) de insinuar que a casa dele, em Santa Catarina, seria invadida por “bandidos de 16 e 17 anos”.

590 0

Celso Maldaner (PMDB-SC) acusou o deputado Valdir Colattto (PMDB-SC) de insinuar que a casa dele, em Santa Catarina, seria invadida por “bandidos de 16 e 17 anos”

Por Redação

Celso Maldaner (PMDB-SC) acusou o também deputado Valdir Colattto (PMDB-SC) de ameaçá-lo, após votar contra a aprovação da PEC 171/93, que instituía a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos em casos de crimes mais graves. Maldaner foi um dos 24 parlamentares que mudaram de postura na votação ocorrida na última quinta-feira (2), passando a defender a PEC.

Em entrevista ao UOL, o deputado contou que foi coagido. “Ele [Valdir Colatto] disse que ia mandar os bandidos de 16 e 17 anos para invadir minha residência em Santa Catarina”, relatou. Maldaner disse ainda que por pouco não chegou “às vias de fato” com o parlamentar e cogitou entrar com uma representação contra ele por quebra de decoro parlamentar, mas foi desestimulado pelos colegas.

No entanto, alegou que o incidente não influenciou sua opinião na hora de votar. Valdir Colatto negou qualquer ameaça e disse que a denúncia do correligionário foi feita apenas para justificar a mudança repentina em relação ao tema discutido na Câmara. “Ele está tentando achar uma muleta para justificar a falta de posição dele”, afirmou.


* Com informações do UOL

Foto de capa: PMDB na Câmara

 



No artigo

x