Fundador do PMDB pede afastamento de Cunha

O deputado federal Jarbas Vasconcelos declarou ser favorável à saída temporária do presidente da Câmara dos Deputados, apoiando a ideia defendida pelo vice-líder do governo na Casa, Sílvio Costa (PSC-PE), e pela bancada do PSOL.

607 0

O deputado federal Jarbas Vasconcelos declarou ser favorável à saída temporária do presidente da Câmara, apoiando a ideia defendida pelo vice-líder do governo na Casa, Sílvio Costa (PSC-PE), e pela bancada do PSOL

Por Redação*

A denúncia de que Eduardo Cunha (PMDB-RJ) teria recebido US$ 5 milhões em propina no esquema da Petrobras tem gerado forte reação de alguns parlamentares, que defendem a saída temporária dele da presidência da Câmara dos Deputados.

Fundador do PMDB, o deputado federal Jarbas Vasconcelos (PE) declarou ser favorável ao afastamento, apoiando a ideia defendida pelo vice-líder do governo na Casa, Sílvio Costa (PSC-PE), e pela bancada federal do PSOL.

“Como ele vai ficar na presidência da Câmara dos Deputados acusado como foi, com todas as letras e toda clareza possível, por uma pessoa que diz que ele pediu US$ 5 milhões? Fica difícil, imensamente complicado. Não custa nada deixar o cargo temporariamente”, afirmou.

Para Vasconcelos, a denúncia contra Cunha é “extremamente grave” e a reação do peemedebista tem sido “oportunista”, na tentativa de acusar o governo de fazer parte de um complô para derrubá-lo do cargo.


* Com informações da Folha de S. Paulo

Foto de capa: Waldemir Barreto/Agência Senado



No artigo

x