PSDB adere a Kataguiri e Lobão e vai convocar manifestações pela TV

Antes chamado de "traidor" por líderes de movimentos que pedem o impeachment da presidenta Dilma sem nenhuma base legal, o senador Aécio Neves abraçou de vez a causa e disse que seu partido, o PSDB, fará inserções no rádio e na TV para convocar...

994 0

Antes chamado de “traidor” por líderes de movimentos que pedem o impeachment da presidenta Dilma sem nenhuma base legal, o senador Aécio Neves abraçou de vez a causa e disse que seu partido, o PSDB, fará inserções no rádio e na TV para convocar as pessoas para um ato contra o governo no mês que vem

Por Redação

Por não comparecer às últimas manifestações que pediam a retirada da presidenta Dilma Rousseff do poder, o senador Aécio Neves (PSDB) chegou a ser chamado por líderes desses movimentos, como Kim Kataguiri e Lobão, de “traidor”. O ex-candidato à presidência da República em 2014, no entanto, resolveu agora abraçar de vez os “revoltados” e afirmou, nesta segunda-feira (27), que o PSDB fará inserções no rádio e na TV convocando a população para uma manifestação contra o governo marcada para agosto. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

O espírito de “revolta”, inclusive, será usado como forma de persuadir a população, de acordo com o próprio senador. Nas páginas convocatórias para as manifestações, os movimentos que Aécio apoia defendem, com mensagens como “Fora PT” e “Fora Dilma”, o impeachment da presidenta sem nenhuma base legal.

“Somos hoje porta-vozes do sentimento de indignação, do sentimento de frustração da sociedade brasileira e até de decepção de eleitores do próprio PT. Nossa aliança tem que ser com a sociedade”, disse. De acordo com Aécio, lideranças da legenda – como Fernando Henrique Cardoso, Geraldo Alckmin e José Serra – também aparecerão nas peças para reforçar o chamado.

As inserções começarão a ser veiculadas ainda nesta semana.

Foto: Agência Senado

 



No artigo

x