Polícia proíbe Rihanna de fazer show em protesto à morte de jovem negro

Comovida com o assassinato de Freddie Gray, a cantora decidiu fazer um show gratuito na cidade de Baltimore, mas a apresentação não foi autorizada; a morte do jovem por policiais evidencia a discussão em torno do preconceito e da violência contra negros e negras...

1041 0

Comovida com o assassinato de Freddie Gray, a cantora decidiu fazer um show gratuito na cidade de Baltimore, mas a apresentação não foi autorizada; a morte do jovem por policiais evidencia a discussão em torno do preconceito e da violência contra negros e negras nos Estados Unidos

Por Redação

Comovida com a morte do jovem negro Freddie Gray, assassinado por policiais brancos em abril deste ano, a cantora Rihanna decidiu fazer um show gratuito na cidade norte-americana de Baltimore, onde ocorreu o episódio. Porém, a artista foi impedida pela polícia de levar o protesto à frente.

Segundo o jornal The Baltimore Sun, ela chegou a sugerir estratégias para despistar a imprensa e diminuir o número de profissionais necessários para a escolta. Mas, mesmo assim, a apresentação não foi autorizada. A ideia de Rihanna era manifestar solidariedade em meio a tantas mortes de jovens negros por policiais.

A cantora fez várias postagens com a hashtag #BlackLivesMatter (vidas negras são importantes, em português) e fez questão de reforçar o debate em torno do preconceito racial nos Estados Unidos.

Foto de capa: Divulgação



No artigo

x