Sindicato dos Metalúrgicos lança nota de repúdio a ataque no Instituto Lula

Lideranças da categoria se reuniram ontem (31) com Lula para encaminhar ações diante do atentado contra o instituto que leva o nome do ex-presidente. “Não permitiremos que nossa principal liderança seja atacada ou mesmo ameaçada por setores ou pessoas que nunca se importaram com...

652 0

Lideranças da categoria se reuniram ontem (31) com Lula para encaminhar ações diante do atentado contra o instituto que leva o nome do ex-presidente. “Não permitiremos que nossa principal liderança seja atacada ou mesmo ameaçada por setores ou pessoas que nunca se importaram com os trabalhadores”, diz a nota

Por Redação

Nota de repúdio

Lideranças dos metalúrgicos de todo o Estado de São Paulo estiveram reunidas com o ex-presidente Lula, na tarde de ontem (31), para encaminhar as ações da categoria diante do atentado ao Instituto Lula ocorrido na quinta-feira (30).

Além do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, estiveram presentes a Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT, a CNM-CUT, a Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT, a FEM-CUT, o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba, e o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté.
Não permitiremos que nossa principal liderança seja atacada ou mesmo ameaçada por setores ou pessoas que não têm responsabilidade com a democracia e que nunca se importaram com os trabalhadores.

O legado vitorioso construído pelo ex-presidente Lula trouxe muitos avanços para o País e conquistas para os trabalhadores e para toda a sociedade brasileira.

As ações do governo Lula retiraram o Brasil das trevas: da fome, da desigualdade social, da concentração de renda e do abandono a que estavam submetidas as populações do campo, das periferias e das regiões Norte e Nordeste, e deram dignidade a milhões de pessoas.

As lutas no Brasil se intensificarão em defesa deste legado, do qual somos parte e muito nos orgulhamos.

Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

Sábado, 1 de agosto de 2015

Foto de capa: Instituto Lula



No artigo

x