Abaixo-assinado quer barrar construção do ‘Parlashopping’ de Cunha

A iniciativa da deputada Erika Kokay (PT-DF) pretende unir a sociedade contra o projeto bilionário do presidente da Câmara: “Eu penso que os parlamentares não deveriam estar preocupados em ter gabinetes mais amplos, mas deveriam estar preocupados em defender os interesses da população. Não...

1333 0

A iniciativa da deputada Erika Kokay (PT-DF) pretende unir a sociedade contra o projeto bilionário do presidente da Câmara: “Eu penso que os parlamentares não deveriam estar preocupados em ter gabinetes mais amplos, mas deveriam estar preocupados em defender os interesses da população. Não é prioridade para o país”

Por Maíra Streit, de Brasília

parlashoppingA deputada Erika Kokay (PT/DF) lançou, nesta segunda-feira (3), um abaixo-assinado para impedir a construção de um shopping dentro da Câmara Federal, idealizado pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). As assinaturas recolhidas serão anexadas à documentação entregue ao Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e outros órgãos responsáveis pela fiscalização das normas do tombamento da capital da República.

A parlamentar alerta que o centro comercial é incompatível com a destinação prevista para aquele espaço e representa uma grave ameaça à preservação de Brasília como Patrimônio da Humanidade, que não permitiria modificações dessa natureza na estrutura da cidade. O projeto do empreendimento bilionário sugere a construção de três novos anexos ao prédio principal, com a instalação de salas comerciais, lojas, restaurantes e estacionamentos para oferecer mais conforto aos deputados.

Segundo Kokay, os políticos que apoiam a ideia deveriam estar mais empenhados em promover melhorias para a sociedade como um todo, em vez de agir em benefício próprio. “Eu penso que os parlamentares não deveriam estar preocupados em ter gabinetes mais amplos, mas deveriam estar preocupados em defender os interesses da população. Não é prioridade para o país, um país que precisa de saúde, educação e segurança”, protestou.

Para participar do abaixo-assinado, clique aqui.

Foto de capa: Câmara dos Deputados/Divulgação



No artigo

x