Escolas da Finlândia substituem caligrafia por digitação

Minna Harmanen, do Conselho nacional de educação do país, afirmou que as crianças não têm tempo de tornarem-se ágeis em escrita cursiva

678 0

Minna Harmanen, do Conselho nacional de educação do país, afirmou que as crianças não têm tempo de tornarem-se ágeis em escrita cursiva

Por Porvir

Levando em consideração as mudanças da modernidade, o governo da Finlândia decidiu eliminar gradativamente as aulas de caligrafia das escolas. No lugar delas, serão introduzidas aulas de habilidades de digitação, uma vez que as autoridades locais chegaram à conclusão que digitar é uma das principais formas de comunicação hoje em dia.

Minna Harmanen, do Conselho nacional de educação da Finlândia, afirmou que as crianças não têm tempo de tornarem-se ágeis em escrita cursiva. A substituição da escrita no papel para a escrita digital a partir de 2016 é de extrema importância, segundo ela, já que essa prática é fundamental para o mercado de trabalho.

Apesar de ser o primeiro país a parar de ensinar a escrita cursiva às crianças, esse é um movimento global visando a comunicação digital.

The Guardian

Foto: Pixabay



No artigo

x