Para Instituto Lula, Folha faz “jornalismo com fofoca”

Entidade questiona mais uma vez "hábito" do jornal paulistano de atribuir declarações ao ex-presidente baseando-se em pretensos "amigos" e "interlocutores", sem citar as fontes

470 0

Entidade questiona mais uma vez “hábito” do jornal paulistano de atribuir declarações ao ex-presidente baseando-se em pretensos “amigos” e “interlocutores”, sem citar as fontes

Por Redação

O Instituto Lula publicou uma nota em seu site, na tarde desta quarta-feira (5), mais uma vez desmentindo reportagem do jornal Folha de S. Paulo. Sem citar a matéria, a contestação vem após o diário paulistano divulgar que o ex-presidente teria dito que o PT precisa de uma “reflexão profunda” após a prisão do ex-ministro José Dirceu.

“A Folha de S.Paulo segue com a prática reiterada de atribuir ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falas e ações que não aconteceram. Os repórteres do jornal publicam essas informações falsas atribuindo-as a ‘amigos’, ‘interlocutores’ ou ‘pessoas próximas’, sempre não identificados”, diz a nota, referindo-se ao fato de, em diversas ocasiões, o jornal ter divulgado aspas do petista tendo como única base supostas fontes anônimas.

“Nada disso que a Folha de S.Paulo diz ter ouvido de supostos amigos do ex-presidente é verdade. Caso publique essas inverdades, o jornal estará apenas, mais uma vez, dando asas para mentiras de sua autoria, ou da autoria de fofoqueiros anônimos. A Folha, ou suas fontes anônimas, tem essa mania de inventar e atribuir declarações e avaliações ao ex-presidente Lula. Isso não é jornalismo político, ou a serviço do leitor. São apenas fofocas que a Folha tenta empurrar com ares de verdade”, conclui o texto.

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula



No artigo

x