Romário mostra documento provando que extrato publicado por Veja é falso

"Diante dessas provas, enterramos, definitivamente, qualquer mentira sobre o assunto. Os falsificadores, mentirosos e caluniadores responderão à justiça brasileira e suíça", disse o senador

719 0

“Diante dessas provas, enterramos, definitivamente, qualquer mentira sobre o assunto. Os falsificadores, mentirosos e caluniadores responderão à justiça brasileira e suíça”, disse o senador

Por Redação

O ex-jogador de futebol e atual senador pelo PSB-RJ, Romário, publicou no início da noite desta quarta-feira (5) em sua página no Facebook um documento emitido pelo banco BSI da Suíça, atestando que o extrato publicado pela revista Veja, que atribuía um saldo de R$ 7,5 milhões em seu nome, era falso.

“A BSI SA lamenta ter que levar ao seu conhecimento os seguintes fatos, que constituem delito penal grave cometido por desconhecido.
No dia 24 de julho de 2015, a revista brasileira Veja publicou um artigo, em anexo, sobre o Senador da República Sr. Romário de Souza Faria, ex-jogador de futebol conhecido internacionalmente. A dita revista menciona que o Sr. Romário é titular de uma conta no banco BSI Suíça e publica um extrato bancário de número 032252AA de 1º de janeiro 2015 a 30 de junho 2015. Nós estabelecemos como certo que este extrato bancário é falso e que o Sr. Romário de Souza Faria não é o titular desta conta em nosso banco na Suíça”, diz o texto enviado pela instituição bancária, publicado também na página do senador.

Em sua postagem no Facebook, Romário lembra ainda que o Ministério Público Federal no Brasil também emitiu certidão comprovando que não havia investigação a respeito de uma suposta conta bancária mantida por ele na Suíça. “Diante dessas provas, enterramos, definitivamente, qualquer mentira sobre o assunto. Os falsificadores, mentirosos e caluniadores responderão à justiça brasileira e suíça”, escreveu.

Confira abaixo a íntegra da postagem de Romário:

Acabei de receber do banco suíço BSI a confirmação de que o extrato da suposta conta bancária com o saldo de R$ 7,5 milhões em meu nome é falso. Com essa constatação de grave delito penal, o banco também me comunicou que fez uma queixa penal no Ministério Público de Genebra para que eles possam apurar o crime.

Paralelo a isso, o Ministério Público Federal do Brasil também emitiu uma certidão comprovando que não há nenhuma apuração de suposta conta bancária mantida por mim na Suíça. Todos os documentos estão no meu site: www.romario.org/…/nota-de-banco-suico-confirma-que-extrato-….

Diante dessas provas, enterramos, definitivamente, qualquer mentira sobre o assunto. Os falsificadores, mentirosos e caluniadores responderão à justiça brasileira e suíça.

#‎PraCegoVer‬: print do documento enviado pelo banco BSI com carimbo e nota escrita em francês. Abaixo da imagem, está escrito “Tradução. Nós estabelecemos como certo que este extrato bancário é falso e que o Sr. Romário de Souza Faria não é o titular desta conta em nosso banco na Suíça. Os fatos que precedem nos parecem constituir diversos delitos penais graves, em particular o “falso nos títulos” (art. 251CP). Diante dos fatos, a BSI SA solicita a abertura imediata de um procedimento penal”.

Foto: Reprodução Facebook



No artigo

x