Governo decide manter adiantamento do 13º de aposentados

Ministério da Fazenda havia sinalizado a suspensão do pagamento antecipado de metade do benefício, feito tradicionalmente em agosto há nove anos, sob alegação de falta de fluxo de caixa

473 0

Ministério da Fazenda havia sinalizado a suspensão do pagamento antecipado de metade do benefício, feito tradicionalmente em agosto há nove anos, sob alegação de falta de fluxo de caixa

Por Redação

O governo federal voltou atrás de sua decisão, baseada em pedido do Ministério da Fazenda, de não pagar o adiantamento de metade do 13º de aposentados e pensionistas da Previdência Social no mês de agosto. A alegação era de falta de fluxo de caixa. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Embora não tenha força de lei, a antecipação era fruto de um acordo feito entre o Executivo e as entidades sindicais do setor há quase dez anos. O Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos da Força Sindical (Sindnapi) chegou a ingresssar com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para nesta terça-feira (18) para assegurar o pagamento antecipado.

Ainda nesta quarta-feira será definido como o adiantamento será feito, já que a Fazenda não incluiu a despesa na folha de pagamentos do mês de agosto. Há a possibilidade de se fazer uma folha extra para efetuar o pagamento entre o final deste mês e início do próximo. O impacto da antecipação gira em torno de R$ 15,8 bilhões.

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil



No artigo

x