Jornalistas são mortos a tiros durante entrevista ao vivo nos EUA

Suspeito do crime, identificado como Bryce Williams, filmou o tiroteio e postou um vídeo da ação nas redes sociais; vítimas são o cinegrafista Adam Ward, de 27 anos, e a repórter Alison Parker, de 24

956 0

Suspeito do crime, identificado como Bryce Williams, filmou o tiroteio e postou um vídeo da ação nas redes sociais; vítimas são o cinegrafista Adam Ward, de 27 anos, e a repórter Alison Parker, de 24

Por Redação*

Dois jornalistas norte-americanos foram assassinados, na manhã desta quarta-feira (25), no estado da Virgínia, enquanto faziam uma entrevista que era transmitida ao vivo pela emissora WDBJ7, afiliada da CBS. O suposto atirador, identificado como Bryce Williams, filmou o momento em que fez os disparos contras as vítimas e colocou o vídeo nas redes sociais (confira abaixo).

O cinegrafista Adam Ward, de 27 anos, e a repórter Alison Parker, de 24, conversavam com Vicki Gardner, diretora executiva da Câmara de Comércio Regional de Smith Mountain Lake, em um centro comercial quando foram alvejados. Nas imagens que registraram o momento, é possível ouvir o barulho dos tiros, misturados aos gritos de Parker. A câmera, caída ao chão, conseguiu capturar frames das pernas do atirador.

(Reprodução)
(Reprodução)

Após Williams divulgar o vídeo do tiroteio em seu Facebook e Twitter, os perfis saíram do ar. O suspeito escreveu mensagens no microblogue afirmando que “Alison fez comentários racistas” e que Adam o “denunciou no RH depois de ter trabalhado junto apenas uma vez”.

*Atualizada às 13h20

(Foto: Reprodução/Twitter)



No artigo

x