Para Serra, atraso de projeto sobre pré-sal é culpa das ‘senadoras’

Ao comentar o adiamento da votação de seu projeto de lei que revê a obrigatoriedade da Petrobras em operar todos os poços do pré-sal, o tucano afirmou que as “senadoras mulheres” são mais susceptíveis à ideia de que a matéria precisa ser mais debatida...

607 0

Ao comentar o adiamento da votação de seu projeto de lei que revê a obrigatoriedade da Petrobras em operar todos os poços do pré-sal, o tucano afirmou que as “senadoras mulheres” são mais susceptíveis à ideia de que a matéria precisa ser mais debatida e, por isso, acabam atrasando a discussão

Por Redação*

Na sexta-feira (28), o senador José Serra (PSDB-SP) deu uma estranha declaração para explicar o adiamento da votação de seu projeto de lei que põe fim ao regime de partilha nos poços do pré-sal. Em debate realizado pela Câmara de Comércio Americana do Rio, o político afirmou que as “senadoras mulheres” são mais susceptíveis à ideia de que a matéria precisa ser mais debatida.

“Foi ao plenário e não se conseguiu votar, na linha [de argumentação] de que é um assunto profundo, precisa entender melhor. Isso comoveu muitos senadores que, em tese, são a favor. Senadores mulheres então… Se quiser ganhar voto de senadora mulher, é só falar que precisa aprofundar, precisa conhecer melhor, [que] é uma mudança importante e não pode ser feita de forma atropelada. As mulheres, mesmo estando do seu lado, fecham para deixar para depois”, opinou.

Questionado sobre o assunto pela imprensa, ele disse se tratar de uma “brincadeira” com as mulheres e afirmou que a proposta será aprovada no Congresso. A urgência do projeto de lei foi retirada em julho e, segundo Serra, deve voltar à pauta em Setembro.

* Com informações da Folha de S. Paulo

Edilson Rodrigues/Agência Senado



No artigo

x