“Quero que Bolsonaro entenda o que é ser homossexual”, diz Thammy Miranda

O ator, que na última semana se filiou ao Partido Progressista (PP), afirmou que sua principal intenção é "levar diversidade" à legenda e que "respeitará Bolsonaro se ele o respeitar"

968 0

O ator, que na última semana se filiou ao Partido Progressista (PP), afirmou que sua principal intenção é “levar diversidade” à legenda e que “respeitará Bolsonaro se ele o respeitar”

Por Redação

O ator Thammy Miranda, que na última semana se filiou ao Partido Progressista (PP), disse, em entrevista à Veja São Paulo, que seu objetivo é que o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), uma das figuras mais expressivas da legenda e assumidamente homofóbico, “entenda o que é ser homossexual”. “É um desafio para mim”, afirmou.

“Minha principal intenção é levar diversidade ao partido. Esse será meu papel lá. Coisa ruim existe em todas as siglas, não é exclusividade do PP”, declarou Thammy, que garantiu não pretender, por enquanto, lançar-se candidato. “Tenho pouca noção [sobre política], sou como qualquer brasileiro, só sei do que vejo pela TV. Mas não tenho a política como meu meio de vida, não é do que eu quero viver”, explicou.

Em relação ao núcleo LGBT que criará no partido, contou não saber ainda como será desenvolvido. “Não sei se ele será federal, estadual ou municipal. Ainda precisamos pensar. O que tenho de concreto é que me chamaram para levar diversidade ao PP, que é considerado conservador e possui entre os membros o deputado federal Jair Bolsonaro, cuja fama é de homofóbico.”

Questionado sobre Bolsonaro, o ator revelou não conhecer muito de sua trajetória política. “Só o entrevistei uma vez no programa Raul Gil. Sei o que a mídia fala, as declarações que ele dá na Câmara e que costumam gerar polêmicas. Mas acho que já é uma vitória ter um núcleo LGBT no partido dele. Eu o respeitarei se ele me respeitar. Minha intenção é que ele entenda o que é ser homossexual, que isso não é nada diferente do que ele é”, completou.

(Foto: Reprodução/Facebook)



No artigo

x