Brasil tem quase 90 mil crianças de 10 a 14 anos casadas, aponta estudo

Na faixa etária de 15 a 17, o número chega a 567 mil, e com 18 ou 19 anos, mais de 1 milhão de pessoas já estão em uma união formal ou informal. Para pesquisadora, pobreza e falta de perspectiva de vida explicam os...

1699 0

Na faixa etária de 15 a 17, o número chega a 567 mil, e com 18 ou 19 anos, mais de 1 milhão de pessoas já estão em uma união formal ou informal. Para pesquisadora, pobreza e falta de perspectiva de vida explicam os altos índices de casamentos infanto-juvenis

Por Redação

O relatório Ela vai no meu barco – Casamento na infância e adolescência no Brasil, lançado na última quarta-feira (9) pelo Instituto Promundo, mostra que mais de 88 mil meninas e meninos, entre 10 e 14 anos, estão em uniões consensuais, civis e/ou religiosas no país. Os dados são baseados em levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) feito em 2010.

Na faixa etária de 15 a 17, o número chega a 567 mil, e com 18 ou 19 anos, mais de 1 milhão de pessoas já estão em uma união formal ou informal. A partir dessa constatação, uma equipe de pesquisadores – financiada pela Fundação Ford, com apoio da Plan International e da Universidade Federal do Pará (UFPA) – resolveu ir ao Pará e ao Maranhão, estados onde os casamentos infanto-juvenis são mais comuns.

Entre as meninas entrevistadas, a idade média de casamento e de nascimento do primeiro filho é de 15 anos. Os homens são, em média, nove anos mais velhos que elas. Para a coordenadora da pesquisa, Alice Taylor, a realidade é resultado da falta de perspectiva na vida dessas jovens, além da vontade de se livrar de um contexto de pobreza e violência a que muitas vezes são submetidas.

Foto de capa: Divulgação



No artigo

x