Chico Macena: Política de mobilidade é feita com coragem

Após oito semanas, as ações implantadas nas marginais com o objetivo de reduzir acidentes demonstraram que, apesar de toda polêmica a respeito do tema e da metodologia adotada, a redução de velocidade salva vidas...

534 0

Após oito semanas, as ações implantadas nas marginais com o objetivo de reduzir acidentes demonstraram que, apesar de toda polêmica a respeito do tema e da metodologia adotada, a redução de velocidade salva vidas e aumenta a fluidez do trânsito

Por Chico Macena

Nesta semana, São Paulo provou que a série de ações tomadas pela gestão Fernando Haddad, para a redução de acidentes e aumento da segurança e fluidez no trânsito, aponta para um caminho correto e contribui com uma política pública que busca transformar nossa cidade em um ambiente mais humano, com valorização da vida e harmonização dos espaços.
Após oito semanas, as ações implantadas nas marginais com o objetivo de reduzir acidentes demonstraram que, apesar de toda polêmica a respeito do tema e da metodologia adotada, a redução de velocidade salva vidas e aumenta a fluidez do trânsito.

Monitorando os números de acidentes com vítimas, de 20 de julho a 13 de setembro deste ano e comparando com o mesmo período de 2014, a CET concluiu que o número de ocorrências com vítimas caiu de 220 para 140, uma redução de 36%. Isso significa que 80 pessoas não entraram para as estatísticas como vítimas de acidentes e voltaram em segurança para suas casas e famílias, graças a uma decisão corajosa da Prefeitura de São Paulo.

Também houve uma redução de 21% nos chamados acidentes sem vítimas, passando de 523 para 414. Com a medida, são 109 acidentes a menos, que inclusive contribuíram para o aumento da fluidez das vias.

Por falar em fluidez, a afirmação da Prefeitura de que a redução da velocidade máxima influenciaria na diminuição dos congestionamentos, também se concretizou. No mesmo período, foi apontada uma redução média de 8% de lentidão das marginais, chegando a 14% no pico da tarde.

Não é apenas com a redução de velocidade, que a Prefeitura vem promovendo a segurança do trânsito. Somente neste ano, foram investidos aproximadamente R$ 467 milhões em uma série de ações, programas, projetos e obras que permitem administrar com eficiência o trânsito de uma metrópole, que está entre as dez maiores do mundo.

São investimentos no planejamento de trânsito; na sinalização e nas operações do sistema viário; modernização tecnológica de semáforos, controladores de tráfego e centrais de operações; infraestrutura de mobilidade, manutenção viária, treinamento e educação para o trânsito; e campanhas educativas, que garantem a mobilidade com segurança de pessoas, bens e serviços.

Além destes investimentos, a Prefeitura de São Paulo está realizando, continuamente, estudos de avaliação das políticas para o desenvolvimento do trânsito e transporte e entre eles está a cooperação técnica assinada recentemente com o Institute for Transportation and Development Policy (ITDP), para promover o transporte sustentável e equitativo. Esta parceria visa concentrar esforços para reduzir as emissões de carbono, acidentes, desigualdade sociais e aumento da mobilidade e fluidez do trânsito.

Mais uma vez, mostramos que políticas públicas se fazem com coragem, estudos e planejamento, que resultam em preservação e valorização da vida, ganho de tempo para o cidadão e melhoria da cidade, especialmente enquanto democratização do espaço público.

São Paulo está no caminho da mudança, que já vem acontecendo em várias cidades do mundo, com priorização do transporte coletivo e preocupação ambiental, com modelos mais sustentáveis e, sobretudo, com as pessoas e sua qualidade de vida.

Chico Macena, 53 anos, é administrador e Secretário do Governo do Município de São Paulo

Foto de capa: Ana Paula Hirama



No artigo

x