“Estratégia para terminar namoro”, diz defesa de policial que pediu para estuprar as filhas da amante

Depois de ter uma conversa vazada em que pede para estuprar meninas de 4 e 14 anos como “prova de amor”, advogado de policial militar da Paraíba justifica o pedido afirmando que era, na...

2015 0

Depois de ter uma conversa vazada em que pede para estuprar meninas de 4 e 14 anos como “prova de amor”, advogado de policial militar da Paraíba justifica o pedido afirmando que era, na verdade, uma “estratégia para terminar o namoro”; agente foi afastado e o caso está sob investigação da Delegacia da Mulher

Por Redação

Ganhou repercussão nas redes sociais, nesta quarta-feira (30), o caso do policial militar da Paraíba que tentou, através de uma rede social, convencer sua amante a deixá-lo estuprar suas filhas de 4 e 14 anos como uma “prova de amor”. Ao flagrar as conversas no celular da mãe, a filha mais velha divulgou o caso nas redes sociais com medo de sofrer um estupro. Pouco tempo depois, o policial foi identificado e afastado da corporação para que sejam realizadas as investigações, que estão sob o comando da Delegacia da Mulher.

A justificativa do PM para elucidar a situação foi surpreendente: ele teria feito a proposta como uma “estratégia para terminar o namoro”. “Realmente aconteceu a situação da conversa, que chegou a vazar. Mas ele em momento algum tinha a intenção de manter relação sexual com as menores. Ele falou aquilo, pois foi a única maneira que ele encontrou para encerrar o namoro”, disse o advogado do agente ao portal G1.

O policial aguardará o término das investigações em liberdade.

Confira abaixo os registros da conversa que vazaram:

Reprodução
Reprodução

 

 



No artigo

x