Por escravidão, Jamaica pede reparação de bilhões de libras a Reino Unido

Historiador vincula David Cameron, que visita país, a antepassados escravagistas; inglês quer afastar influência de Venezuela e China da região Por Opera Mundi...

471 0

Historiador vincula David Cameron, que visita país, a antepassados escravagistas; inglês quer afastar influência de Venezuela e China da região

Por Opera Mundi

david cameron visita a jamaica

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, tem recebido pedidos de reparação histórica de bilhões de libras pelo passado colonial na Jamaica. Cameron, que faz sua primeira visita oficial ao país nesta terça-feira (29/09), foi apontado por um especialista no assunto como descendente de um traficante de escravos que viveu no século XVIII.

Em uma carta aberta ao jornal local Jamaica Observer, Hilary Beckles, historiador e presidente da Comissão da Comunidade do Caribe por Reparações, pediu que Cameron inicie conversas sobre o assunto de reparação histórica, tendo em vista a linhagem da família do premiê.

“O senhor é um neto do solo jamaicano que foi privilegiado e enriquecido pelos pecados dos seus antepassados de escravizar nossos ancestrais. O senhor é um produto valorizado desta terra e os benefícios da prosperidade colhidos pela sua família e herdados pelo senhor continuam a nos ligar pelo nosso passado comum”, escreveu Beckles.

O historiador disse ainda que espera apenas que o premiê reconheça sua responsabilidade e que contribua para um “programa conjunto de reabilitação e renovação”. A presidente da Comissão Nacional pela Reparação, Verene Shepherd, declarou que apenas um pedido claro de desculpas de Cameron seria satisfatório.

Mike Henry, o parlamentar jamaicano que está há mais tempo servindo no Congresso do país, pediu que seus colegas se virassem de costas a Cameron caso o primeiro-ministro não citasse a reparação entre as suas pautas na Jamaica.

Uma porta-voz do governo britânico afirmou que o pedido de reparação “é uma preocupação de longa data dos jamaicanos e há uma posição de longa data do Reino Unido, de sucessivos governos, de que não consideramos que reparações sejam a abordagem certa”.

“O primeiro-ministro quer focar no futuro. Nós estamos falando sobre questões de séculos passados e sob um governo diferente de quando ele sequer havia nascido. Ele quer olhar para o futuro e para como o Reino Unido pode ser parte agora em um forte crescimento da economia caribenha”, disse a porta-voz.

A funcionária ressaltou ainda que a visita de Cameron à Jamaica e Granada tem como objetivo revigorar o relacionamento da região — que se aproximou da Venezuela e da China recentemente — com o Reino Unido.

Foto de capa: Reprodução Facebook



No artigo

x