Em Roraima, faxineira é autuada pela Polícia Federal por furto de bombom

Mulher pegou “sem autorização” bombom de uma caixa de chocolate da sala do delegado federal Agostinho Cascardo . Ela se propôs a pagar, mas delegado, que também é corregedor da PF, recusou Por Redação...

830 0

Mulher pegou “sem autorização” bombom de uma caixa de chocolate da sala do delegado federal Agostinho Cascardo . Ela se propôs a pagar, mas delegado, que também é corregedor da PF, recusou

Por Redação

Na sede da Polícia Federal de Boa Vista, capital de Roraima, uma faxineira foi autuada em flagrante por furto qualificado ao comer um bombom de uma caixa de chocolates que estava na sala do delegado federal Agostinho Cascardo na última quinta-feira (30).

A cena foi flagrada pelo circuito interno de imagens, tendo sido aberta uma notícia-crime contra a funcionária terceirizada, que foi afastada das funções. De acordo com a PF, o inquérito foi arquivado na própria quinta-feira por se tratar de “crime de valor irrisório”.

“Fui levada à sala do delegado e me perguntaram sobre o chocolate. Eu disse que comi. Peguei a embalagem no lixeiro e entreguei ao delegado. Não imaginava que ele ia fazer tanta questão, até me ofereci para pagar, mas ele disse que não era o pagamento que ia resolver porque eu poderia ter pego um documento”, conta ela ao Uol Notícias. “Eu não teria coragem de pegar nada de ninguém, nunca peguei nada de ninguém”, disse ela, que agora teme não conseguir mais trabalho.

Também ao Uol, o presidente da OAB-RR, Jorge Fraxe, disse que a autuação foi “desproporcional” e não havia necessidade de abertura de inquérito policial. O episódio representaria um caso de “abuso de poder”, segundo ele.

Foto de capa ilustrativa: http://flickr.com/photos/tupwanders/116706019/



No artigo

x