França: Colegas de trabalho dão 350 dias de suas férias para pai cuidar da filha doente

Jonathan Dupré poderá acompanhar o tratamento quimioterápico da filha Naëlle, de 5 anos, que tem câncer no rim. Lei francesa de 2014 permite a trabalhadores cederem seus dias de férias a colegas em casos...

1124 0

Jonathan Dupré poderá acompanhar o tratamento quimioterápico da filha Naëlle, de 5 anos, que tem câncer no rim. Lei francesa de 2014 permite a trabalhadores cederem seus dias de férias a colegas em casos como esse

Por Redação*

Jonathan Dupré, desde que descobriu que sua filha Naelle, de cinco anos de idade, tinha câncer no rim, teve sua rotina totalmente alterada. Morador de Neufchâtel-en-Bray, no nordeste da França, ele, junto com sua companheira Marine, passou a acompanhar o longo tratamento da filha, que exige acompanhamento quase integral.

No entanto, em casos como o da família Dupré, uma lei francesa que entrou em vigor em 2014 passou a permitir que colegas de trabalho possam ceder seus dias de férias entre si, com o consentimento dos chefes. Assim, trabalhadores da fábrica de cristais em que trabalha Dupré se reuniram com o diretor da empresa e o departamento de Recursos Humanos e cederam seus dias para que Jonathan pudesse estar com Naelle.

No total, foram 350 dias, que servirão para que o pai possa acompanhar o restante do tratamento quimioterápico da menina. “Com os exames e as sessões de quimioterapia, havia consumido todo tempo de férias a que tinha direito”, relata ao diario Le Réveil. “Me emocionei muito. Era um peso para nós. Agora não temos mais problemas, nem para cuidar dela nem para nos deslocarmos para os exames e tratamentos”, disse Dupré.

“Estou muito feliz que ele fique em casa comigo”, disse a pequena Naëlle, cujo câncer hoje está em remissão.

Com informações e tradução livre a partir de 20minutos

Foto de capa: Reprodução



No artigo

x