Cunha “ficou puto” com nota da oposição sobre seu afastamento, diz Paulinho da Força

Deputado disse à coluna da jornalista Mônica Bergamo que a nota estaria colocando em risco a estratégia pelo impeachment de Dilma Rousseff: “ um erro, uma besteira. Não acrescentou nada e só criou dificuldade para...

616 0

Deputado disse à coluna da jornalista Mônica Bergamo que a nota estaria colocando em risco a estratégia pelo impeachment de Dilma Rousseff: “[Foi] um erro, uma besteira. Não acrescentou nada e só criou dificuldade para o nosso lado”

Por Redação

No último sábado (10), líderes dos partidos de oposição na Câmara (PSDB, Solidariedade, PSB, DEM e PPS) assinaram uma nota em que pedem que Eduardo Cunha (PMDB-RJ) se afaste da presidência da Casa diante das acusações de que mantém contas secretas na Suíça. No entanto, para o deputado federal Paulinho da Força (Solidariedade), uma das principais lideranças pró-impeachment de Dilma Rousseff, a iniciativa foi “um erro, uma besteira. Não acrescentou nada e só criou dificuldade para o nosso lado”. “O Eduardo ficou puto”, revelou o parlamentar à coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, na última segunda-feira (12). “Agora temos que consertar a m. que fizemos.”

Segundo Bergamo, a nota estaria colocando em risco a estratégia pelo impeachment da presidenta, combinada entre Cunha e as legendas de oposição. “Vamos fazer uma reunião agora, vamos ver como consertar isso”, declarou Paulinho. Ainda de acordo com a Folha, ele atribui a confusão ao PSDB, “que tem medo da opinião pública”.

O deputado disse também que assinou o comunicado à imprensa após receber ligação do líder tucano na Câmara, Carlos Sampaio (SP). “Eu entendi que os termos já estavam combinados com o próprio Eduardo Cunha”, relata. “Confiei e não era bem assim.” Paulinho teria se assustado com a reação de Cunha: “Eu achei que tínhamos jogado a criança fora junto com a água, fiquei com essa impressão”.

(Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)



No artigo

x