PGR intensifica busca por provas para pedir o afastamento de Cunha

Assessores do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, trabalham para reunir indícios de que Cunha utilizou seu cargo para atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato

644 0

Assessores do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, trabalham para reunir indícios de que Cunha utilizou seu cargo para atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato

Por Redação

A Procuradoria-Geral da República (PGR) intensificou a busca de provas para afastar Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara dos Deputados. As informações são da Folha de S. Paulo.

Assessores do procurador-geral, Rodrigo Janot, trabalham na reunião de indícios de que Cunha utilizou seu cargo para atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato. Se essa hipótese se confirmar, a PGR poderá formalizar o pedido de afastamento. Segundo a Folha, como a medida é considerada “delicada”, só será tomada caso houver “prova incontestável de uso das prerrogativas do cargo” para criar percalços às apurações.

Na última quinta-feira (22), o vice-líder do governo na Câmara, Silvio Costa (PSC-CE), já havia entrado com uma representação na Procuradoria solicitando o afastamento de Cunha sob o argumento de que ele se vale de sua função para atrapalhar as investigações. O peemedebista é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro, além de manter contas secretas na Suíça – a suspeita é de que estas recebiam dinheiro advindo de propina dos contratos da Petrobras.

(Foto: Lula Marques/Agência PT)



No artigo

x