Em Paris, Mujica diz que ‘Europa não está à altura da civilização que criou’

Em conferência, ex-presidente uruguaio acusou a Europa de "falta de vontade" em relação a acordo comercial com América Latina e pediu maior integração entre os países da região

803 0

Em conferência, ex-presidente uruguaio acusou a Europa de “falta de vontade” em relação a acordo comercial com América Latina e pediu maior integração entre os países da região

Por Opera Mundi

O ex-presidente do Uruguai José “Pepe” Mujica criticou nesta terça-feira (27/10) a Europa por estar centrada em seus próprios problemas internos e acusou o continente de “falta de vontade” para estabelecer um acordo comercial com a América Latina.

“A Europa não está à altura da civilização que criou”, sintetizou Mujica em Paris, onde participou de uma conferência sobre os novos desafios entre a União Europeia-América Latina, organizada por Sciences Po e pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

No encontro, o líder uruguaio lamentou o fato de que 80% dos intercâmbios comerciais dos países latinos são feitos com nações de fora da região, sobretudo da Ásia, e pediu uma “forte” integração latino-americana.

Para Mujica, a Europa também teria um papel essencial como “alternativa” aos acordos com a China, mas, segundo ele, o conttinente “persiste em pensar em curto prazo” ao não oferecer uma aliança com a América Latina.

Na conferência, Mujica disse que gostaria que a “Europa se lembrasse da América Latina, mas a realidade é que vi o Velho Continente cometer tantas torpezas nos últimos anos que tenho medo”, reportou a Agência Efe.

Há cerca de duas semanas, Mujica esteve em São Paulo para a abertura do congresso da CUT, onde foi exaltado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e chamado de “dom Pepe” pela presidente brasileira, Dilma Rousseff. Na ocasião, ele dissera que é preciso avançar na unidade e na integração sul-americana como forma de fazer frente ao capitalismo globalizado.

Foto: Vinicius Gomes



No artigo

x