Lobista afirma que pagou US$ 1 milhão para Eduardo Cunha

O empresário João Henriques afirmou ontem (30), em depoimento ao juiz Sérgio Moro, que fez a transferência para o filho de um antigo deputado do PMDB, mas depois ficou sabendo que a conta pertencia ao presidente da Câmara.

886 0

O empresário João Henriques afirmou ontem (30), em depoimento ao juiz Sérgio Moro, que fez a transferência para o filho de um antigo deputado do PMDB, mas depois ficou sabendo que a conta pertencia ao presidente da Câmara

Por Redação

O empresário João Augusto Henriques, apontado pelo Ministério Público Federal (MPF) como lobista ligado ao PMDB, afirmou à Justiça Federal que fez um pagamento de US$ 1 milhão destinado à conta bancária do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a pedido de Felipe Diniz, filho de Fernando Diniz, ex-líder do partido na Casa, morto em 2009.

Segundo o relato de Henriques ao juiz Sérgio Moro, realizado na sexta-feira (30), o pagamento a Felipe Diniz teria sido feito em decorrência de um contrato da Petrobras para a exploração de petróleo em Benin, na África. A operação teria acontecido entre os anos de 2012 e 2013 e só depois é que o lobista ficou sabendo que a conta pertencia a Cunha. Por meio de sua assessoria, o parlamentar negou qualquer recebimento de propina.

Foto de capa: Fotos Públicas



No artigo

x