Em tatuagem, Dilma é retratada fazendo sexo oral

“Foi um pedido do cliente. Fiz o meu trabalho e em momento nenhum tive a intenção de ofender ninguém. Não imaginava que as feministas iam se revoltar”, disse à Fórum o tatuador que topou fazer a imagem ofensiva e de cunho sexista

6253 0

“Foi um pedido do cliente. Fiz o meu trabalho e em momento nenhum tive a intenção de ofender ninguém. Não imaginava que as feministas iam se revoltar”, disse à Fórum o tatuador que topou fazer a imagem ofensiva e de cunho sexista

Por Ivan Longo

O ódio que recorrentemente é direcionado contra a presidenta Dilma Rousseff e seu governo ultrapassou o discurso político e atingiu um cunho fetichista, machista e ofensivo. Um morador de Uberlândia (MG) resolveu transformar a frase pejorativa “Chupa, Dilma” em tatuagem e o resultado foi uma imagem que choca pela falta de civilidade: o desenho de um rosto representando Dilma com um pênis na boca.

Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

A foto da tatuagem foi publicada pelo próprio tatuador, Irineo Waissman, e começou a circular pelas redes sociais na noite desta quinta-feira (5). Entre os internautas, a reação foi dividida: parte dos que comentaram na publicação disseram ter achado “engraçado” ou ainda endossaram o discurso machista e sexista. Outros, no entanto, destacaram o quão problemático é alguém se propor a fazer uma tatuagem dessas e, o pior, um profissional topar executar o serviço.

“Cara, isso é misógino, desrespeitoso, independente de ideologias, independente da política. Você, como bom profissional, se sujeitar a isso? Não sei o que dizer. Para mim, tatuadores são artistas e acreditava que quem ama arte não deixa de ser quem é por dinheiro ou fama alguma. Desculpa se estou te julgando mas se você se sujeitou é porque concorda”, comentou uma internauta.

Procurado, Waissman disse à Fórum que não teve a intenção de ofender ninguém e que apenas fez o seu trabalho.

“Foi um pedido do cliente. Fiz o meu trabalho e em momento nenhum tive a intenção de ofender ninguém. Não imaginava que as feministas iam se revoltar. Ele queria retratar aquela frase ‘Chupa, Dilma’”, disse, achando graça da expressão.

Para o tatuador, que disse topar fazer “quase tudo”, “cada um põe na balança e faz aquilo que acredita”. “A Dilma, querendo ou não, representa o PT e toda essa roubalheira”, completou.

Como prova de que o artista, de fato, topa tudo, ele ainda postou em seu Facebook outra tatuagem polêmica: a que representa um agente do grupo paramilitar nazista ‘SS’.

Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

“Não tenho vínculo com nenhum tipo de ideologia política, meu único compromisso é com o traço grosso e a aplicação bem feita”, escreveu na postagem.



No artigo

x