Depois de um mês, jornal O Globo reconhece que mentiu sobre Lula

Em sua estreia como colunista d'O Globo, o jornalista Lauro Jardim divulgou a informação de que o lobista Fernando Baiano chegou a pagar contas do filho do ex-presidente Lula, Fábio Luís. No entanto, o veículo precisou desmentir a notícia e pediu desculpas pelo “erro”...

3273 0

Em sua estreia como colunista d’O Globo, o jornalista Lauro Jardim divulgou a informação de que o lobista Fernando Baiano chegou a pagar contas do filho do ex-presidente Lula, Fábio Luís. No entanto, o veículo precisou desmentir a notícia e pediu desculpas pelo “erro” em uma nota bem mais discreta do que a manchete publicada com estardalhaço

Por Redação

Em sua estreia como colunista do jornal O Globo, há quase um mês, o jornalista Lauro Jardim divulgou a informação de que o lobista Fernando Baiano teria afirmado, em delação premiada da Operação Lava-Jato, que chegou a pagar contas do filho do ex-presidente Lula, Fábio Luís Lula da Silva. No entanto, o veículo precisou desmentir a notícia.

oglobo-erro-lula-lulinha
Foto: Reprodução

No último domingo (8), foi publicado um pedido de desculpas no espaço de Jardim no jornal e também no blog do jornalista. “A coluna errou ao publicar essa informação no dia 11 de outubro”, afirma a nota, que pede desculpas a Fábio Luis, a Lula e seus familiares pelo “erro”. Porém, é claro, a errata acabou sendo bem mais discreta do que a informação mentirosa dada como exclusiva, em manchete na primeira página.

Assim que tomou conhecimento das acusações, o filho do ex-presidente se manifestou, por meio de seus advogados. “De forma sistematizada, põe-se em pé uma operação jornalística que, a cada dia, coloca na mira de suas manchetes o personagem da vez, eleito alvo da ofensa”, declarou na ocasião.

Confira a íntegra da “correção” publicada pela coluna de Lauro de Jardim:

Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha, não foi citado na delação premiada de Fernando Baiano, o lobista preso na Lava-Jato. A coluna errou ao publicar essa informação no dia 11 de outubro. No texto, afirmou-se que constava da delação de Baiano um relato em que ele dizia ter gastado R$ 2 milhões para pagar despesas pessoais de Lulinha. Baiano não mencionou Lulinha e, pelo nome, não apontou qualquer familiar de Lula como beneficiário de dinheiro desviado da Petrobras. Ele citou uma “nora de Lula”. Segundo o depoimento, José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente, o procurou pedindo recursos para quitar despesas com um apartamento de uma nora de Lula – o ex-presidente tem quatro noras. Baiano disse ter dado R$ 2 milhões a Bumlai. A coluna pede desculpas a Fábio Luis, a Lula e aos seus familiares pelo erro.

 



No artigo

x