Ódio nas redes: Randolfe Rodrigues recebe ameaças e ofensas pelo celular

Mensagens como "vou te matar" e "vamos botar fogo na sua casa", além de outras de cunho ofensivo, começaram a chegar para o senador da Rede Sustentabilidade depois que uma internauta divulgou o número de celular dele. O parlamentar deve acionar a Polícia Federal...

854 0

Mensagens como “vou te matar” e “vamos botar fogo na sua casa”, além de outras de cunho ofensivo, começaram a chegar para o senador da Rede Sustentabilidade depois que uma internauta divulgou o número de celular dele. O parlamentar deve acionar a Polícia Federal na tentativa de proteger a família

Por Ivan Longo

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) vem recebendo, desde a última sexta-feira (6), mensagens de cunho ofensivo e ameaças à integridade física dele e também de sua família. De acordo com apuração da assessoria do parlamentar, as mensagens começaram a chegar depois que uma internauta que seria ligada a grupos fundamentalistas divulgou no Facebook o número do celular pessoal de Randolfe. Desde então, diversas ameaças foram enviadas por mensagens na rede social e via WhatsApp. “Quero prints”, ela escreveu ao passar o contato.

Segundo a assessoria de imprensa do senador, a princípio ele não deu importância para as mensagens que simplesmente se ocupavam em ofender. A maioria delas se limitava a xingamentos. Ao longo do final de semana, no entanto, as mensagens ganharam teor de ameaças. Entre as intimidações, surgiram frases como “vou te matar”, “o próximo ato será na frente da sua casa” ou “vamos botar fogo na sua casa”.

Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Quem denunciou o caso foi o próprio senador, por meio de uma publicação em seu Facebook. “Os prejuízos, não só à minha atividade parlamentar, como à minha vida pessoal e familiar são graves. Tenho confiança nas instituições e sei que em breve os responsáveis serão identificados e punidos na forma da lei”, escreveu.

Nos comentários, entre algumas mensagens de solidariedade, mais ofensas e até reações a um possível processo criminal. “Aguardando sentado a minha intimação…”, postou um internauta.

De acordo com Randolfe, a Polícia Legislativa já foi acionada e analisa, neste momento, o conteúdo das mensagens. O fato deve ser levado ainda à Polícia Federal para que os responsáveis pelos ataques sejam identificados e punidos.



No artigo

x