“Há poucos lugares para ser tão otimista como no Brasil”, diz Clinton

Durante uma palestra organizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o ex-presidente dos Estados Unidos elogiou as transformações econômicas e sociais ocorridas no Brasil nos últimos anos e fez questão de ressaltar que o país “não está afundando”.

628 0

Durante uma palestra organizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o ex-presidente dos Estados Unidos elogiou as transformações econômicas e sociais ocorridas no Brasil nos últimos anos e fez questão de ressaltar que  o país “não está afundando”

Por Redação

O ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, esteve em Brasília nesta quinta-feira (12) para uma palestra organizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Em sua fala, ele comentou sobre a situação econômica e política do Brasil e fez questão de ressaltar que o país “não está afundando” e que “há poucos lugares para ser tão otimista” quanto aqui.

Segundo o norte-americano, os brasileiros ainda vão se perguntar, daqui a cinco anos, por que estão se preocupando agora. “É natural que eventos negativos dominem as manchetes, mas o futuro é forjado pelas perspectivas de longo prazo”, disse.

Clinton ressaltou ainda que “prefereria estar na posição do Brasil do que na de muitos outros países”, citando as transformações econômicas e sociais ocorridas nos últimos 25 anos, como a redução da desigualdade entre classes. Para o ex-presidente, o país está investindo em transparência com relação à política, o que irá garantir avanços importantes. “Vocês estão no meio de um esforço de tornar o seu sistema político transparente. Isso será bom daqui a alguns anos”, enfatizou.

Foto de capa: José Cruz/Agência Brasil

 



No artigo

x