Mais uma pichação racista aparece na UFABC: “Saindo daqui serão apenas escravos letrados”

Mensagem foi deixada em banheiro do refeitório universitário do campus de São Bernardo do Campo; caso semelhante já havia ocorrido na universidade em junho

1719 0

Mensagem foi deixada em banheiro do refeitório universitário do campus de São Bernardo do Campo; caso semelhante já havia ocorrido na universidade em junho

Por Anna Beatriz Anjos

(Reprodução/Facebook)
(Reprodução/Facebook)

Pouco mais de um mês após uma pichação racista aparecer no banheiro da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, situação semelhante ocorre agora na Universidade Federal do ABC (UFABC). Na noite da última quinta-feira (12), chegou a ativistas do coletivo negro Vozes a imagem do recado, também escrito em um banheiro, localizado no refeitório universitário do campus de São Bernardo do Campo. “Negros da UFABC, lembrem-se: a vida não tem cotas, saindo daqui serão apenas uns escravos letrados”, dizia a mensagem. Embaixo dela, há o desenho de uma suástica.

Segundo Juliete Vitorino, aluna da UFABC e integrante do Vozes, essa não é a primeira vez que acontece algo do gênero na instituição. Em junho deste ano, ameaças racistas, direcionadas a uma funcionária terceirizada, foram pichadas em outro banheiro do campus de São Bernardo do Campo. À época, o coletivo emitiu nota em repúdio ao episódio, que, de acordo com os ativistas, “reforça o panorama racista que caracteriza o ambiente acadêmico, que é feito também pelos terceirizados – em sua maioria negros –, atacando diretamente a população negra que frequenta os espaços da Universidade”. No mesmo período, mensagens homofóbicas – como “Vai ter homofobia, sim” e “Viado vai morrer” – foram deixadas em outros locais do campi.

“Como não tem nenhum tipo de punição, as pessoas se sentem confortáveis para falar o que quiserem”, diz Vitorino. “Casos de racismo são recorrentes na universidade, principalmente no grupo [no Facebook] com 10 mil alunos.” Na comunidade a que se refere a estudante, há relatos de diversas ofensas de cunho racista.

À Fórum, a UFABC informou, por meio de nota, que “estabelece e defende, desde a sua fundação, um ambiente plural e democrático, no qual não há espaço para afirmações que afrontem a ética e a dignidade humana” e que repudia “qualquer manifestação de preconceito e intolerância, dentro ou fora de nossos campi”.



No artigo

x