Polícia usa força para tentar desocupar escola em SP

Alunos que ocupavam a escola José Lins do Rego, na zona sul da cidade, foram abordados com violência no último sábado; apesar da confusão, os estudantes resistiram e continuam acampando no prédio

1663 0

Alunos que ocupavam a escola José Lins do Rego, na zona sul da cidade, foram abordados com violência no último sábado; apesar da confusão, os estudantes resistiram e continuam acampando no prédio

Da Rede Brasil Atual*

Alunos que ocupavam a Escola Estadual José Lins do Rego, na Estrada do M’Boi-mirim, no Jardim Ângela, zona sul de São Paulo, tiveram de ceder, na tarde do último sábado (14), à pressão da polícia, que teria ordenado a desocupação sem respeitar decisão da Justiça na noite de sexta-feira (13), quando todas as reintegrações de posse foram suspensas. Apesar da confusão, os estudantes resistiram e continuam acampando no prédio.

Segundo relatos, a desocupação foi feita de forma violenta, “ferindo professores e alunos, inclusive um professor foi agredido e, bastante machucado, foi preso”. Um vídeo divulgado pelo Fabebook, na página Não fechem minha escola, mostra a atuação dos policiais (confira abaixo).

“A PM está agindo assim em diversas escolas da periferia, no fim de semana, aproveitando que todos os olhos estão voltados para os atentados em Paris. Há colegas e amigos meus, que foram para lá (E.E. José Lins do Rego), chamados pelos alunos após a chegada da polícia. Esses colegas estão extremamente machucados, sendo que um deles, o Prof. Edivan, um dos melhores professores da escola, está preso no 47º DP (Capão Redondo). A namorada dele, Profa. Flávia, está muito machucada e em estado de choque”, afirma a vereadora de Osasco Mazé Favarão (PT).

Até a noite de sexta-feira, a Grande São Paulo tinha 15 escolas ocupadas, em diferentes regiões. Um depoimento também afirma que a situação na E. E. Ana Rosa, na Vila Sônia, zona oeste da cidade, não está boa – os alunos ocupam apenas a área externa da escola e encontram-se em precariedade.

A ocupação da E.E. Fernão Dias, em Pinheiros, onde o movimento de ocupação de escolas se iniciou, prosseguiu no sábado sem a presença da polícia, depois da decisão da Justiça. O número de alunos que ocupa a escola aumentou, e hoje foram realizadas reuniões e um sarau.

PM agride e prende professor na E.E. José Lins do RegoVídeo enviado por apoiadora presente na Escola Estadual José Lins do Rego, que mostra a violência absurda da Policia Militar ao prender um professor. #Compartilhe #ViolênciaPolicial #MBoiMirim #ZonaSul #OcupeSuaEscola #NenhumaEscolaAMenos

Posted by Não fechem minha escola on Sábado, 14 de novembro de 2015

*Com atualizações

(Foto: Reprodução/Facebook)



No artigo

x