Nova capa do “Charlie Hebdo” satiriza atentados em Paris

Em janeiro, o jornal francês foi vítima de ataque terrorista que matou doze pessoas. Confira a capa.

1002 0

Em janeiro, o jornal francês foi vítima de ataque terrorista que matou doze pessoas. Confira a capa

Por Redação*

charlie-hebdo-capa
(Reprodução/GQMagazine)

O jornal satírico francês Charlie Hebdo, cuja redação foi alvo de ataques no início deste ano, fez uma provocação aos terroristas que promoveram atentados em Paris na última sexta-feira (13), matando mais de 120 pessoas.

Segundo o site francês da “GQMagazine”, a capa da edição especial sobre as ações terroristas traz um homem com o corpo perfurado segurando uma garrafa de champanhe. De cada orifício, em vez se sangue, jorra a bebida. Na manchete, a frase Ils ont les armes. On les emmerde. On a le champagne!, que na tradução para o português significa: “Eles têm as armas. Eles que se fodam. Nós temos champagne!”. O novo número do jornal ainda não está disponível para venda.

Em 7 de janeiro, dois homens armados invadiram a sede do Charlie Hebdo, também na capital francesa, e mataram doze pessoas a tiros de fuzis Kalashnikov. À época, a versão mais aceita era a de que os assassinos queriam se vingar dos autores de charges – divulgadas pelo jornal – que  faziam piada com Maomé, o profeta do Islã.

Na edição seguinte ao atentado, a capa do semanário também ironizava a situação: uma caricatura de Maomé segurava um cartaz com a inscrição Je suis Charlie (“Eu sou Charlie”, na tradução livre) e com o título: Tout est pardonné (“Tudo está perdoado”) – relembre aqui.

*Com informações do G1



No artigo

x