Pearl Jam doa cachê a vítimas de Mariana e pede punição para responsáveis

O vocalista da banda, Eddie Vedder, fez um discurso contra empresas que degradam o meio ambiente e disse que tem planos de criar um fundo de assistência às famílias atingidas pelo desastre.

8673 0

O vocalista da banda, Eddie Vedder, fez um discurso contra empresas que degradam o meio ambiente e disse que tem planos de criar um fundo de assistência às famílias atingidas pelo desastre

Por Redação

Durante apresentação em Belo Horizonte, na noite desta sexta-feira (20), o vocalista do Pearl Jam, Eddie Vedder, afirmou que o cachê da banda será doado às vítimas da enxurrada de lama provocada pelo rompimento de barragens da mineradora Samarco, em Mariana. Segundo ele, o grupo tem planos de criar um fundo de assistência às famílias atingidas.

Em português, Vedder cobrou responsabilização pela tragédia e fez um discurso contra empresas que degradam o meio ambiente. “Acidentes tiram vidas e destroem rios. E ainda assim eles conseguiram lucrar. Esperamos que eles sejam punidos, duramente punidos e cada vez mais punidos para que nunca esqueçam o triste desastre causado por eles”, disse, sendo ovacionado pelo público.

O massacre ocorrido em Paris no dia 13 de novembro também foi lembrado. O grupo tocou “I want you so hard”, da banda Eagles of Death Metal, que se apresentava na casa de shows Bataclan. Foram 80 pessoas mortas no local após o ataque dos terroristas. Ao todo, os atentados terminaram com 130 vítimas na capital francesa.

Foto de capa: Divulgação



No artigo

x