Lama de barragem se aproxima do mar e já muda cor da água no ES

Em Linhares, no norte do Espírito Santo, a lama originada do rompimento de barragens da Samarco, em Minas Gerais, mudou a cor da água do Rio Doce na praia de Regência, onde o rio deságua no mar. Por volta das 16 horas de ontem...

935 0

Em Linhares, no norte do Espírito Santo, a lama originada do rompimento de barragens da Samarco, em Minas Gerais, mudou a cor da água do Rio Doce na praia de Regência, onde o rio deságua no mar. Por volta das 16 horas de ontem (21), a tonalidade passou para o marrom

es 2
Foz do Rio Doce, em Linhares (Foto: Fred Loureiro/Secom-ES)


Por Redação

Em Linhares, no norte do Espírito Santo, a lama originada de Minas Gerais mudou a cor da água do Rio Doce na praia de Regência, onde o rio deságua no mar. Por volta das 16 horas de ontem (21), a tonalidade passou para o marrom. A enxurrada teve início no dia 5 de novembro, quando duas barragens da mineradora Samarco se romperam na cidade de Mariana, região central de Minas.

Por enquanto, são três os municípios do Espírito Santo atingidos pela lama: Linhares, Baixo Gandu e Colatina, que estão impedidos de utilizar as águas do Rio Doce. A preocupação no momento é de que, com a chegada ao oceano, todos esses rejeitos da mineração possam afetar os animais marinhos, aumentando ainda mais o impacto ambiental já identificado até então.

A ministra de Meio Ambiente, Izabella Teixeira, deve visitar Linhares na segunda-feira (23) para acompanhar as ações emergenciais que estão sendo realizadas na região para conter os danos causados pela lama.

Foto de capa: Fred Loureiro/Secom-ES



No artigo

x