Terreiro de Candomblé é incendiado no DF

Esse é o quarto ataque a casas de candomblé na região somente neste ano. Testemunhas contam que o fogo se alastrou rapidamente pela estrutura de madeira por volta das 5 horas desta sexta-feira (27) e há suspeita de que o fato tenha sido motivado...

1267 0

Esse é o quarto ataque a casas de candomblé na região somente neste ano. Testemunhas contam que o fogo se alastrou rapidamente pela estrutura de madeira por volta das 5 horas desta sexta-feira (27) e há suspeita de que o fato tenha sido motivado por intolerância religiosa

Por Redação

O terreiro Ylê Axé Oyá Bagan, localizado no Núcleo Rural Córrego Tamanduá, na cidade de Paranoá (DF), foi incendiado por volta das 5 horas desta sexta-feira (27). Algumas pessoas dormiam no local, mas não há feridos, segundo informações do Corpo de Bombeiros. Testemunhas contam que o fogo se alastrou rapidamente pela estrutura de madeira e há suspeita de que o fato tenha sido motivado por intolerância religiosa.

Assim que o laudo da perícia for concluído, será feito um boletim de ocorrência, além de denúncias à Fundação Palmares, à Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) e ao Ministério da Justiça. Há cerca de três meses, outras casas de candomblé sofreram ataques quase simultâneos na região. Entre 11 e 12 de setembro, foram registrados três casos.

A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) lamentou, em seu perfil no Facebook, mais um episódio como esse. “Quem conhece o Terreiro da Mãe Baiana sabe que lá é espaço de diversas manifestações culturais, um local de respeito e celebração da religiosidade e ancestralidade. É preciso dar um basta em tanta perseguição contra os povos tradicionais de matriz africana”, afirmou.

Foto de capa: CBMDF/Divulgação

 

 



No artigo

x