Na Argentina, músicos e artistas promovem manifestação contra Macri

Convocada pelo músico Fito Paes, o "festival protesto" que tem como lema "alegria, trabalho e liberdade" tem como intuito protestar contra as medidas neoliberais do presidente recém eleito que vêm atingindo milhares de trabalhadores em todo o país

2991 0

Convocada pelo músico Fito Paez, o “festival protesto” que tem como lema “alegria, trabalho e liberdade” tem como intuito protestar contra as medidas neoliberais do presidente recém-eleito que vêm atingindo milhares de trabalhadores em todo o país

Por Redação

Desde que o empresário Mauricio Macri foi eleito presidente da Argentina, em novembro do ano passado, dezenas de manifestações espontâneas da sociedade civil contra sua postura neoliberal, que ocorrem quase semanalmente, foram denominadas “plazas del pueblo”. Neste sábado (13), uma dessas mobilizações se transformará na “Plaza de los artistas” por conta da mega-manifestação de artistas, músicos e personalidades argentinas que foi convocada pelo músico Fito Paez para ser realizada no parque Saavedra, em Buenos Aires.

Sob o lema de “alegria, trabalho e liberdade”, a ideia da manifestação é protestar contra as políticas recentes adotadas pelo governo Macri que vêm prejudicando cada dia mais trabalhadores em todo o país. Em um vídeo que circulou na internet ao longo desta semana, mas que foi retirado do ar por motivos desconhecidos, dezenas de músicos e artistas convocam a população à comparecer ao ato dizendo as palavras chave do lema expondo o quanto o governo é “cruel” aos trabalhadores, movimentos sociais e classe artística e cultural do país.

Desde que assumiu, Macri adotou medidas que vêm sendo extremamente questionadas, tais como a tentativa de revogar o decreto que estabelece a Lei de Meios, a demissão de milhares de funcionários públicos e o aumento da conta de energia em quase 500%.

Além de Paes, participarão do festival nomes como Cecilia Roth, Pablo Echarri, Gustavo Garzón e Marilina Ross.

Foto: Reprodução/Twitter



No artigo