Secretário do PMDB-RS defende “bala na cara, tiro e porrada” contra PT e MST

Daniel Kieling fez as afirmações por conta de um post do jornalista Ricardo Noblat sobre João Pedro Stédile e a posição do MST contrária a tentativas de golpe de Estado no Brasil Por...

975 0

Daniel Kieling fez as afirmações por conta de um post do jornalista Ricardo Noblat sobre João Pedro Stédile e a posição do MST contrária a tentativas de golpe de Estado no Brasil

Por Sul21

20160307-danielkielingpmdb900-415x600O secretário adjunto do PMDB do Rio Grande do Sul, Daniel Kieling, defendeu neste domingo, em sua conta no Twitter, que a “vagabundagem do PT e do MST” merece tomar “bala na cara, cadeia, tiro, porrada e cacete”. As afirmações foram feitas a propósito de um post do jornalista Ricardo Noblat sobre uma afirmação de João Pedro Stédile a respeito da posição do MST contrária a tentativas de golpe de Estado no Brasil: “O líder do MST avisa: se houver tentativa de golpe contra a democracia, o MST fechará todas as estradas do país”.

O secretário do PMDB, atualmente, é diretor adjunto da Assessoria de Assuntos Municipais da Casa Civil do Governo José Ivo Sartori e vice-presidente do Conselho Estadual de Juventude do Rio Grande do Sul. Kieling também disparou contra “os comunistas” no Twitter: “O Brasil não pode ficar na mão dos comunistas! Minha bandeira é verde e amarela e não vermelha”.



No artigo