Assessor por trás do relatório pelo impeachment de Dilma advogou para Cunha

O principal assessor jurídico do deputado Jovair Arantes (PTB-GO) na elaboração do texto havia advogado para o presidente da Câmara dos Deputados em processo no Rio e também foi chamado pelo peemedebista, dois dias...

2401 0

O principal assessor jurídico do deputado Jovair Arantes (PTB-GO) na elaboração do texto havia advogado para o presidente da Câmara dos Deputados em processo no Rio e também foi chamado pelo peemedebista, dois dias depois de ser nomeado pela Liderança do PTB, para representar a Casa perante o Supremo

Da Redação

Principal assessor do deputado Jovair Arantes (PTB-GO) na elaboração do voto em favor do impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT), o advogado Renato de Oliveira Ramos já trabalhou para o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), principal líder do movimento que pretender cassar o mandato dela.

A participação do advogado só reforça a influência de Cunha no andamento da comissão especial que analisa o pedido de impeachment, e, em especial, na atuação de seu relator. O parlamentar foi escolhido para o cargo em razão de sua fidelidade ao peemedebista.

Ramos foi nomeado para um cargo de confiança na Liderança do PTB em 15 de dezembro de 2015. Dois dias depois, ele foi designado por Cunha para representar a Casa no julgamento no Supremo Tribunal Federal justamente da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 378, em que o PCdoB questionava o rito do processo de impeachment adotado pelo presidente da Câmara.

Ramos já havia advogado também pessoalmente para o peemedebista. Ele defendeu Cunha em 2007, perante a Justiça estadual do Rio de Janeiro, em uma queixa-crime por calúnia.

Com informações do Blog do Camarotti



No artigo

x