Sanders derrota Clinton novamente e leva primárias em Wisconsin

Foi a sexta vitória consecutiva do senador socialista, que usou a palavra “momentum” para definir sua campanha Por Opera Mundi...

1144 0

Foi a sexta vitória consecutiva do senador socialista, que usou a palavra “momentum” para definir sua campanha

Por Opera Mundi

O democrata Bernie Sanders derrotou Hillary Clinton nesta terça-feira (05/04) nas primárias democratas em Wisconsin, no centro-norte dos Estados Unidos. Do lado republicano, Ted Cruz superou Donald Trump e venceu no Estado.

Foi a sexta vitória consecutiva de Sanders, que usou a palavra “momentum” para definir sua campanha. “O ‘momentum’ é começar esta campanha entre 60 e 70 pontos atrás de Hillary e, nas últimas semanas, ver que as pesquisas indicam que estamos um ponto abaixo ou acima”, afirmou o senador de Vermont em um discurso para mais de 2.000 pessoas em um campus universitário em Wyoming.

Com a vitória em Wisconsin, Sanders conquistou ao menos 47 delegados do estado, segundo a agência Associated Press.

O senador venceu sete das oito últimas disputas na corrida democrata. Sua única derrota ocorreu em 22 de março, no Arizona, onde Hillary o superou com grande vantagem.

No entanto, superar a rival e conquistar a indicação do partido para a eleição presidencial de 8 novembro será uma tarefa difícil, já que a candidata tem mais delegados até o momento e, na maior parte dos próximos Estados em disputa, ela leva vantagem.

Vitória de Ted Cruz

Pelo lado republicano em Wisconsin, Cruz venceu a disputa contra Trump. Segundo a Associated Press, ele obteve ao menos 33 delegados no estado.

“Que vitória incrível nesta noite”, disse Cruz em discurso em Milwaukee. “Essa noite é o ponto da virada. É um grito de guerra”, afirmou.

Com a última vitória, Cruz mantém chances matemáticas de chegar à disputa pela Casa Branca, mas precisa de resultados extraordinários nas próximas prévias. É necessário obter o apoio de 1.237 delegados para garantir a indicação pelo Partido Republicano.

O próximo estado a votar dentro do processo de primárias para escolher os candidatos republicano e democrata será Nova York em 19 de abril. O local conta com um grande número de delegados, tanto conservadores como progressistas.



No artigo

x