Suspeito da máfia da merenda ostenta maços de dinheiro em foto

Carlos Luciano Lopes é ex-vendedor da Coaf, entidade acusada de manter contratos irregulares com o governo Geraldo Alckmin (PSDB) para fornecimento de merenda em escolas paulistas.

2024 0

Carlos Luciano Lopes é ex-vendedor da Coaf, entidade acusada de manter contratos irregulares com o governo Geraldo Alckmin (PSDB) para fornecimento de merenda em escolas paulistas

Por Redação

Uma foto descoberta na operação Alba Branca, que investiga fraudes na merenda escolar de São Paulo, mostra um homem exibindo maços de dinheiro nas mãos. É Carlos Luciano Lopes, ex-vendedor da Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar (Coaf), entidade acusada de manter contratos irregulares com o governo Geraldo Alckmin (PSDB).

Em depoimento à polícia em janeiro, Lopes apontou Fernando Capez, presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), como um dos beneficiários das propinas pagas no esquema para beneficiamento da cooperativa, que fornecia alimentação para escolas paulistas.

O deputado foi citado também pelo lobista Marcel Ferreira Julio, que disse ter se encontrado duas vezes com Capez em 2014. Em uma das ocasiões, o político teria ligado para agilizar um contrato da Coaf e, em seguida, exigiu recursos para sua campanha. A foto de Lopes foi anexada ao inquérito policial e a operação irá apurar se o dinheiro exibido tem relação com o esquema.

Foto de capa: Divulgação



No artigo

x