New York Times denuncia corruptos por trás do golpe contra Dilma

Jornal norte-americano mostra aquilo que a imprensa tradicional brasileira esconde: presidenta não cometeu crimes, mas é atacada por políticos acusados de corrupção, violação de direitos humanos e fraudes eleitorais.

11479 0

Jornal norte-americano mostra aquilo que a imprensa tradicional brasileira esconde: presidenta não cometeu crimes, mas é atacada por políticos acusados de corrupção, violação de direitos humanos e fraudes eleitorais

Por Redação

O jornal The New York Times publicou ontem (14) uma reportagem com chamada de capa em que faz um alerta para quem está por trás do processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff. A publicação destaca o fato de que não há denúncias de crimes contra Dilma, mas que ela é atacada por parlamentares denunciados por corrupção, violação de direitos humanos e fraudes eleitorais.

A matéria de Simon Romero e Vinod Sreeharsha cita, entre os exemplos com má reputação que integram o movimento pelo golpe, o vice-presidente Michel Temer (PMDB), os deputados federais Paulo Maluf (PP-SP) e Beto Mansur (PRB-SP), além do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Para ler o texto na íntegra, em inglês, clique aqui.



No artigo

x