Governadores reforçaram a contagem dos votos pró-Dilma

Atuaram em Brasília os governadores da Bahia, Maranhão, Amapá, Piauí, Ceará, e Paraíba. Eles conseguiram ampliar a vantagem nas bancadas e até novas adesões à campanha dilmista Por Jornal GGN...

1562 0

Atuaram em Brasília os governadores da Bahia, Maranhão, Amapá, Piauí, Ceará, e Paraíba. Eles conseguiram ampliar a vantagem nas bancadas e até novas adesões à campanha dilmista

Por Jornal GGN

O reforço dos governadores surtiu efeito nas bancadas, principalmente, as do Norte e Nordeste, dando mais esperança ao governo para barrar o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

O governo conseguiu recuperar a vantagem perdida após as oposições proclamarem hoje que haviam conseguido votos para derrubar Dilma.

Atuaram em Brasília os governadores da Bahia, Maranhão, Amapá, Piauí, Ceará, e Paraíba.

Os governadores conseguiram ampliar a vantagem nas bancadas e até novas adesões à campanha dilmista.

A mais importante foi a do deputado Waldir Maranhão (PP-MA), 1º vice-presidente da Câmara, anunciou nesta sexta-feira 15 que votará contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

“Eu e mais 12 deputados do PP vamos votar a favor da democracia e contra o golpe”, afirmou, enfatizando não estar preocupado com a ameaça de punição do PP aos parlamentares que não acompanharem o partido.

O governo aumentou sua contabilidade para incluir vários deputados que estavam indecisos.

Hoje, o governo voltou a contar com 200 votos contra o impeachment , anunciou o ministro Jaques Wagner, após um dia de contatos com os governadores e as bancadas.

Foto de capa: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil



No artigo

x