“Quem acha que a comparação com 1964 é válida deve ir para a clandestinidade imediatamente”

“Esse Congresso é normal?”, criticou Luciana Genro sobre a fala de Jair Bolsonaro, que homenageou o torturador Coronel Ustra em discurso pelo impeachment .

2917 1

“Esse Congresso é normal?”, criticou Luciana Genro sobre a fala de Jair Bolsonaro, que homenageou o torturador Coronel Ustra em discurso pelo impeachment

Por Redação

A ex-candidata à presidência da República Luciana Genro (PSOL) usou as redes sociais para comentar o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT), aprovado ontem pela Câmara dos Deputados por 367 votos. Entre os comentários publicados no Twitter, ela chamou a atenção para a fala do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), que homenageou Carlos Alberto Brilhante Ustra, coronoel da época da ditadura militar responsável por torturas a Dilma.

“Esse Congresso é normal?”, questionou. “Quem acha que a comparação com 64 é válida deve fazer as malas ou ir para a clandestinidade imediatamente”, prosseguiu. Genro defendeu a realização de novas eleições e criticou a hipocrisia no discurso dos parlamentares, além da contradição de ter Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara, à frente de uma votação como essa depois de tantas denúncias de corrupção contra ele.

Foto de capa: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil



No artigo

1 comment

  1. José Carlos Vieira Filho Responder

    A Minnie pulou do barco?


x