Áudio do senador Hélio José sobre golpe revela artimanhas do PMDB

Em conversa divulgada na internet, parlamentar afirma que Michel Temer precisou se aliar aos "bandidos do Cunha" para alcançar o poder e garantiu que Brasil irá "chorar lágrimas de sangue", pedindo pela volta do PT ao governo. Ele prevê agravamento da crise e perda...

9187 0

Em conversa divulgada na internet, parlamentar afirma que Michel Temer precisou se aliar aos “bandidos do Cunha” para alcançar o poder e garantiu que Brasil irá “chorar lágrimas de sangue”, pedindo pela volta do PT ao governo. Ele prevê agravamento da crise e perda de direitos sociais; confira

Por Redação

Em conversa com um blogueiro de Brasília, o senador Hélio José (DF), recém-filiado ao PMDB, revela detalhes das estratégias do partido no golpe contra a presidenta Dilma Rousseff. O áudio acabou sendo publicado na internet e divulgado pelo WhatsApp.

No diálogo, Hélio afirma que o vice-presidente Michel Temer precisou firmar compromissos com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e com empresários para conseguir o comando do país. “Se o Temer assumir, o problema é que vai assumir o compromisso que ele teve de assinar com os bandidos do Cunha e com o grande empresariado”, revelou.

O parlamentar disse que ainda não se decidiu se votará contra ou a favor do impeachment no Senado, elogiou o ex-presidente Lula e garantiu que o Brasil irá “chorar lágrimas de sangue” e implorar pela volta do PT ao poder. Na opinião do senador, as pessoas foram às ruas por influência da Rede Globo e não vão demorar para perceber que a crise não será solucionada no governo Temer.

Hélio José também ressaltou o possível retrocesso nas conquistas sociais dos trabalhadores: “Vão ver a desgraceira que vai acontecer nesse país com arrocho, onde servidor público vai ser tratado na pinhola, onde o servidor público vai perder os seus direitos”. Procurada, a assessoria do senador não contestou as informações da gravação, mas disse se tratar de uma conversa informal que foi divulgada sem autorização do congressista.

Foto de capa: Moreira Mariz/Agência Senado



No artigo

x