Delação de Fábio Cleto põe em marcha a operação “Lava Cunha”

O que fica evidente é que começou a operação”Lava Cunha”, destinada a defenestrar o agora dispensável presidente da Câmara, concluído o serviço sujo de iniciar a aprovar a instalação do processo de impeachment Por Fernando...

2468 0

O que fica evidente é que começou a operação”Lava Cunha”, destinada a defenestrar o agora dispensável presidente da Câmara, concluído o serviço sujo de iniciar a aprovar a instalação do processo de impeachment

Por Fernando Brito, do Tijolaço

A delação premiada do ex-vice-presidente de Loterias e FGTS da Caixa, Fábio Cleto, de que patrocinou operações que rendiam propinas a Eduardo Cunha não é nenhuma novidade para quem já viveu em Brasília.

Todo mundo sabia mas, é óbvio, sem mecanismos de investigação, não podia provar.

A única coisa duvidosa é que tenham sido “apenas” R$ 52 milhões. É mais, muito mais e tem-se que apurar as ligações entre Cunha, Cleto e vários fundos de investimento e distribuidoras de valores. Sempre foi o modus operandi predileto de Eduardo Cunha.

Conheço, superficialmente, Cleto. É pessoa cortês, recolhida e de boas maneiras. O oposto do estilo “gangster” de Cunha. Fala pouco “resolve” muito.

Antes dele ocupar o cargo, indicado por Cunha, quem exercia a função – que torna seu ocupante um dos que define (duplamente, pela Caixa e pelo FGTS) a aprovação de empréstimos, era nada mais, nada menos que Wellington Moreira Franco, indicado por Michel Temer.

Como o mundo é pequeno, não?

Será que Cleto, na delação, será perguntado sobre os “esqueletos” que encontrou da gestão anterior? Ou será adotado o “padrão Lava Jato” de que isso não vem ao caso?

O que fica evidente é que começou a operação”Lava Cunha”, destinada a defenestrar o agora dispensável presidente da Câmara, concluído o serviço sujo de iniciar a aprovar a instalação do processo de impeachment.

O plano é perfeito, exceto, talvez, porque talvez não tenham combinado com Cunha, que tem um arsenal de segredos e revelações pronto a ser usado contra quem queira fazê-lo descartável.

Vamos ter uma bela briga de quadrilhas para apreciar.

E os netinhos dos ministros do Supremo não aumentando a conta da cara de tacho que vão fazer, daqui a pouco, quando os netinhos perguntaresm: mas vovô, como é que você deixaram um bandido destes depor uma presidente?

Fotomontagem: Tijolaço



No artigo

x