Argeplan, beneficiada em Angra 3, é dona da fazenda “de Temer”, ocupada pelo MST

Folha conta discretamente que a dona do imóvel onde vice recebe correspondência foi acusada na Lava-Jato de ganhar obra de R$ 162 milhões na usina ‘a mando de Temer’ Por Alceu Luís Castilho (...

1780 0

Folha conta discretamente que a dona do imóvel onde vice recebe correspondência foi acusada na Lava-Jato de ganhar obra de R$ 162 milhões na usina ‘a mando de Temer’

Por Alceu Luís Castilho (@alceucastilho), em seu blog no Outras Palavras

A informação está no último parágrafo de texto desta terça-feira, da Folha, sobre a ligação entre Michel Temer e João Baptista Lima Filho, dono da Argeplan Arquitetura e Engenharia:

– Em abril, reportagem da revista “Época” revelou que um engenheiro da Engevix, José Antunes Sobrinho, disse aos investigadores da Lava Jato que a Argeplan ganhou uma obra de R$ 162 milhões na usina de Angra 3 por influência de Temer, e subcontratou a Engevix para dar conta do trabalho.

A Argeplan é uma das donas da fazenda Esmeralda, ocupada ontem pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra. O MST achou no local uma correspondência endereçada a Temer. O movimento diz que ele é o verdadeiro dono. Lima seria um laranja.

Coronel aposentado da PM, amigo de Temer desde os anos 80, ele é acusado por Antunes Sobrinho, conforme a reportagem da Época, de ter recebido R$ 1 milhão de propina para a campanha do vice-presidente em 2014, “a mando de Temer”:

A reportagem da Folha foi à fazenda. Chegou ao local perguntando a moradores onde era a fazenda do Temer. Um deles foi o motorista João Carlos de Oliveira: “Se perguntar para qualquer um, vão dizer que a fazenda é do Michel Temer. É assim que as pessoas daqui conhecem o local”.

Kelli Mafort, da direção nacional do MST, conta que dentro da fazenda está localizada a antiga estação de trem Esmeralda, desativada, que não pode ser acessada pelos órgãos responsáveis do patrimônio público: “A faixa de terra da estação é pública e não poderia ser apropriada de forma privada como está sendo. Isso tem nome: para nós é ‘grilagem’!”

O MST diz ainda que as articulações para a derrubada de Dilma Rousseff foram feitas dentro da fazenda Esmeralda.

PERGUNTAS

1) Por que a Folha colocou a informação principal no último parágrafo? (Sem destacar, portanto, a relação entre a fazenda ocupada e a Operação Lava-Jato?)

2) Alguém viu essas informações no Jornal Nacional?

3) Antunes, o delator, obteve ontem prisão domiciliar. Seu nome voltará a ganhar uma manchete?

4) Michel Temer tem condições de assumir a Presidência da República?



No artigo

x