Brasília: Mulheres contra o impeachment são agredidas pela PM

Bombas de gás, revistas invasivas, spray de pimenta e agressão física foram os recursos utilizados pela polícia para reprimir manifestantes em frente ao Senado que se posicionam contrariamente ao impeachment da presidenta Dilma; confira...

2870 0

Bombas de gás, revistas invasivas, spray de pimenta e agressão física foram os recursos utilizados pela polícia para reprimir manifestantes em frente ao Senado que se posicionam contrariamente ao impeachment da presidenta Dilma; confira imagens

Por Redação

Milhares de manifestantes contra o impeachment concentram-se, neste momento, em frente ao prédio do Senado Federal. Os que ainda aguardam o final da votação dos senadores resistem a uma investida violenta da Polícia.

Feministas que participaram da 4ª Conferência Nacional de Políticas para Mulheres foram agredidas e revistadas de forma arbitrária e chegaram a ser atacadas com spray de pimenta. A repórter Paula Fróes, da revista AzMina, foi uma das vítimas. Maíra Streit, repórter da Fórum, também foi atingida pelos gases.

Confira algumas imagens.

 

Fotos: Revista AzMina e Jornalistas Livres

 



No artigo

x