Veja o adesivo no carro do contador que matou atropelado morador de rua

Thiago Bernini admitiu ter atropelado propositalmente o morador de rua, alegando que estava incomodado com o fato de o idoso usar uma obra dele como abrigo. Esse é mais um caso de opositores do governo envolvidos com o cometimento de crimes graves.

13426 0

Thiago Bernini admitiu ter atropelado propositalmente o morador de rua, alegando que estava incomodado com o fato de o idoso usar uma obra dele como abrigo. Esse é mais um caso de opositores do governo envolvidos com o cometimento de crimes graves

Por Redação

morador de rua 2
Thiago Bernini foi preso na segunda-feira (9)

O contador Thiago Bernini, de 34 anos, foi preso na segunda-feira (9), acusado de atropelar e matar um morador de rua em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá (MT). De acordo com a Polícia Civil, Thiago admitiu ter atropelado propositalmente Francisco Vianei dos Santos Silva, de 61 anos, no mês passado, alegando que estava incomodado com o fato de o idoso usar uma obra dele como abrigo.

Ele argumentou que não tinha a intenção de matar, mas de “dar um susto” em Francisco. Porém, em um vídeo divulgado pela polícia, é possível ver claramente quando a caminhonete usada pelo contador faz um movimento para a direita, atropela o morador de rua, que estava de costas, e foge sem prestar socorro. O idoso sofreu traumatismo craniano, morreu um dia depois e foi enterrado no cemitério da cidade como indigente.

No destaque da foto da prisão de Thiago, há um adesivo com os dizeres “Fora Dilma”. Esse é mais um caso, entre tantos revelados pela imprensa, que expõe a contradição de pessoas que se colocam contra o governo por supostas irregularidades, mas que respondem por cometimento de crimes graves.

Veja abaixo o momento do atropelamento. Alerta: imagens fortes.


Fotos: Polícia Civil/Divulgação



No artigo

x