Depois de ser ‘voyeur’ de beijo LGBT ao lado de Bolsonaro, Feliciano é escrachado na Câmara

Aos gritos de ‘golpista’ e ‘fascista’, o pastor deixou a Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados que discutia o novo Ministério da Cultura. Pouco antes, fez questão de ficar olhando um beijo LGBT...

3757 0

Aos gritos de ‘golpista’ e ‘fascista’, o pastor deixou a Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados que discutia o novo Ministério da Cultura. Pouco antes, fez questão de ficar olhando um beijo LGBT de protesto ao lado dos deputados federais Jair Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro. Assista

Por Redação

O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) foi alvo de um “escracho”, no final da tarde desta terça-feira (24), durante sua fala na Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados que discutia o novo Ministério da Cultura. Manifestantes que representavam a classe artística e grupos LGBT interromperam o parlamentar com gritos de “fascista” e “golpista”, o que fez com que ele se retirasse da sessão.

Pouco antes, ao lado dos deputados Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e Eduardo Bolsonaro (PSC-RJ), Feliciano ficou um tempo observando e gravando beijos de LGBTs que, sabendo do posicionamento preconceituoso dos três parlamentares, fizeram questão de fazê-lo às suas vistas. Nas redes sociais, internautas ironizaram os chamando de “voyeurs”.

Foto: Lula Marques/Agência PT



No artigo

x