Justiça do Rio manda soltar mulher presa por injúria racial

Maria Francisca Alves de Souza foi presa em flagrante após ofender gerente de um supermercado com ofensas racistas: “Volta pra Senzala!” Por Redação...

1360 0

Maria Francisca Alves de Souza foi presa em flagrante após ofender gerente de um supermercado com ofensas racistas: “Volta pra Senzala!”

Por Redação

“Volta pra Senzala!”. Este era o grito de Maria Francisca Alves de Souza para Paulo Roberto Gonçalves Navarro, gerente de um supermercado localizado em uma área nobre do Rio de Janeiro. O funcionário havia se recusado a pegar para ela um produto enquanto ela estava na fila do caixa.

Paulo Roberto e outros funcionários chamaram a polícia e a mulher foi presa em flagrante pelo crime de injúria racial. O caso aconteceu no último sábado (28).

Na manhã desta segunda-feira (30), no entanto, a juíza Ana Luiza Coimbra Mayon Nogueira, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) concedeu liberdade provisória à Maria Francisca, mediante a comparecimento mensal em juízo, atendendo a um pedido do Ministério Público.

Em sua justificativa, a agressora afirmou que não cometeu nenhum ato de racismo e que teria feito, na verdade, um elogio à vítima. “Olhe como são retratadas as senzalas nas telas de Debret”, teria dito.

No depoimento oficial, contudo, Maria Francisca mudou o tom e afirmou que não tinha intenção de agredir o funcionário.

Foto: Reprodução



No artigo

x